OUVIDORIA

Envie suas sugestões e críticas

Encontre-nos
Endereço

R. Antônio Maria Coelho, 1675 - Centro, Campo Grande - MS, 79002-221

Telefone:(67) 3047-2950

Aulas

Insuficiência renal aguda é a perda súbita da capacidade de seus rins filtrarem resíduos, sais e líquidos do sangue. Quando isso acontece, os resíduos podem chegar a níveis perigosos e afetar a composição química do seu sangue, que pode ficar fora de equilíbrio. Também chamada de lesão renal aguda, a insuficiência é comum em pacientes que já estão no hospital com alguma outra condição. Pode desenvolver-se rapidamente ao longo de algumas horas ou mais lentamente, durante alguns dias. Pessoas que estão gravemente doentes e necessitam de cuidados intensivos estão em maior risco de desenvolver insuficiência renal aguda. Insuficiência renal aguda pode ser fatal e requer tratamento intensivo. No entanto, pode ser reversível. Tudo depende do estado de saúde do paciente.

Diagnósticos e Exames

Na consulta médica
A maioria das pessoas já está hospitalizada quando desenvolvem insuficiência renal aguda. Se você ou um ente querido desenvolveu sinais de insuficiência renal, converse sobre suas preocupações com o médico ou enfermeiro.

Se você não estiver no hospital, marque uma consulta médica. Se houver suspeita de problemas renais, você poderá ser encaminhado para um médico especialista na doença renal (nefrologista).

Sintomas de Insuficiência renal aguda

Sinais e sintomas de insuficiência renal aguda podem incluir:

  • Diminuição da produção de urina, embora, ocasionalmente, a urina permaneça normal

  • Retenção de líquidos, causando inchaço nas pernas, tornozelos ou pés

  • Sonolência

  • Falta de fome

  • Falta de ar

  • Fadiga

  • Confusão

  • Náusea e vômitos

  • Convulsões ou coma, em casos graves

  • Dor ou pressão no peito.

Às vezes, insuficiência renal aguda não causa sinais ou sintomas e é detectada através de testes de laboratório realizados por outra razão.

Tratamento de Insuficiência renal aguda

O tratamento provavelmente será focado naquilo que está causando a insuficiência renal, e por isso poderá variar. Por exemplo, o paciente pode precisar restaurar o fluxo de sangue para os rins, parar todos os medicamentos que estão causando o problema ou remover uma obstrução no trato urinário.

No entanto, existem algumas recomendações que são gerais para o tratamento da insuficiência renal aguda. Confira:

Mudanças na dieta

Deverá ser feita uma restrição alimentar e de líquidos. O objetivo é reduzir a acumulação de toxinas que são normalmente eliminados pelos rins. Uma dieta rica em carboidratos e pobre em proteínas, sal e potássio é geralmente recomendada. 

 

Medicamentos

 

Antibióticos podem ser prescritos para tratar ou prevenir todas as infecções que podem estar causando ou agravando a insuficiência renal. Diuréticos podem ser usados para ajudar os rins a eliminar líquidos. Cálcio e insulina podem ser receitados para ajudar a evitar uma acumulação perigosa de potássio no sangue.

 

 

Prevenção

A insuficiência renal aguda é muitas vezes difícil de prever ou evitar. Mas você pode reduzir o risco se cuidar de seus rins. Tente:

  • Tome seus medicamentos conforme as instruções médicas, sem mudar as doses ou quantidades ingeridas

  • Mantenha o tratamento para qualquer condição que aumenta o risco de insuficiência renal aguda, tais como diabetes ou hipertensão. Siga as recomendações médicas para gerir a sua condição

  • Mantenham um estilo de vida saudável. Seja ativo, tenha uma dieta equilibrada, beba com moderação, não fume.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

Diálise

Esse procedimento envolve o desvio de sangue para fora do seu corpo em uma máquina que filtra os resíduos. O sangue limpo é então devolvido ao seu corpo. Se os níveis de potássio são perigosamente altos, a diálise pode salvar vidas. A diálise pode ser necessária, mas não é sempre necessária. É usada se houver mudanças em seu estado mental ou se você parar de urinar. A diálise também pode ser necessária em casos de pericardite, uma inflamação do coração. A diálise também pode ajudar a eliminar resíduos de produtos de nitrogênio do corpo.